terça-feira, 8 de setembro de 2009

(...)Tudo e nada

A vontade de escrever me domina, parece que no meio delas tudo que eu to sentindo vai passar, porém ao mesmo tempo não faço a mínima idéia do que sinto. Não sei se é dor ( apesar de nada sentir) não sei se é medo, não sei se é exaustão. Não faço a mínima idéia do que eu to fazendo na frente desse computador, só sei que fiquei esperando á resposta de alguém que ficou off no MSN e me deixou no vaco.

Parece que nada tem sentido - apesar de estar tudo bem explicadinho- To cansada de ficar escrevendo textos melodramáticos- mas parece que é só isso que eu sei fazer- Sou apaixonada pela vida, pela música, pela internet –-‘ RS Mas parece que não entendo porque estou presa à essas coisas, que a vontade que tenho de ficar na frente do computador se mistura com a consciência pesada por não está estudando. Que eu estou louca para acabar de ler um livro, mas parece que o quanto mais eu leio, mas me vicia e mais eu fico pra baixo (só para constar o livro é drama).

Vou ser sincera... to tentando escrever um texto bonito, com palavras bonitas e difíceis, to tentando fazer com que ele tenha algum sentido ( mas nada parece ter ²). To tentando esquecê-lo , mas prece que não é possível. To me sentindo uma sei lá o que RS –-‘que usa o seu blog como consulta de psicóloga. Que se tivesse 50 anos ia aceitar que as pessoas dissessem que ta entrando na crise de meia idade. Estou cansada de futilidade (só é isso que eu escrevo né?!), to cansada de chegar na sala, no intervalo ou em qualquer outra hora e falar sobre a vida da fulana, sobre o cabelo da cicrana ou com que roupa ela vai usar para festa do sábado. Quero ter assuntos descentes para falar, quero ter ou pelo menos fingir ter alguma cultura e poder falar de coisas interessantes. E que vão poder ajudar á melhorar o mundo. Quero que os meu sonhos virem realidade e que a minha vida e das pessoas tenha muito, mas muito mais amor. Acima de tudo quero tentar provar e mostrar para mim mesma a que eu sou e o que eu gosto, e que se eu quero eu posso, não preciso mostrar pra ninguém o que eu sou e o que eu to fazendo, afinal não devo nada a ninguém e ninguém vai pagar a minha conta (...)

Xoxo e muitas desculpas por um texto tão depressivo

PI

P.s: Prometo de dedos soltos que vou comentar em todos, todos mesmo os blogs

4 comentários:

Babizinha disse...

huiashuias "dedos soltos" é mara!

Bom, já comentou no meu, então, obrigada! E ah, não, não pense assim. Sinceramente, blogs surgiram também com esse intuito: desabafo!
Não concordo com a parte de você não ter cultura e blablablá, até porque você é uma pessoa culta sim, por tentar acertar, por dar o melhor de si, e só por deixar as palavras fluirem, é uma mulher incrível!

Não irei largar meu blog,até porque não consigo mais, tornou-se minha paixão, meu momento desabafo e conselheiro afloram-se, aqui.
;*

Paula disse...

Desabafo acho que a forma de sentimento que formam os blogs, cada vez que se pensa em algo ja se pensa em um texto para o blog!
bjs.

Thiago disse...

Pi, Pi, Pi!
Isso é coisa de adolescente. Sou assim também.

Beijocas!

♥ Mαrcellα L. disse...

Sei o que você está sentindo e sei qual é a senção de posts melodramaticos e livros que nos deprimem ainda mais. Por isso não posso te dar conselhos que aprendi a dar depois de todas as minhas amigas passarem por isso.
Olhe pelo lado bom, posts dramaticos ficam otimos.


Beeeijos